$type=grid$show=home$count=2$cate=0$rm=0$sn=0$au=0$cm=0

$type=ticker$count=12$cols=4$cate=0

Por iniciativa do presidente Roberto Jefferson, o Partido Trabalhista Brasileiro ajuizou nesta terça-feira (4), no Supremo Tribunal Federal (STF), Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), com pedido de medida cautelar, para impedir que a Constituição Federal seja frontalmente violada para favorecer a reeleição ou recondução das Mesas Diretoras do Senado Federal e da Câmara dos Deputados em uma mesma legislatura ou em legislaturas diferentes. Na ação, assinada pelo advogado e primeiro-secretário Jurídico da Executiva Nacional, Luiz Gustavo Pereira da Cunha, o PTB argumenta que a vedação à reeleição é a essência da norma enunciada no artigo 57, parágrafo 4º, da Carta Magna. Segundo o partido, qualquer interpretação que negue à norma a sua essência deve ser considerada inconstitucional pelo STF. A sigla frisa que o texto da Constituição veda, expressamente, a reeleição para qualquer cargo na Mesa nas eleições imediatamente subsequentes àquela na qual o parlamentar foi eleito para a Mesa. O PTB reforça que a Constituição nada fala sobre legislatura. “Em momento algum a Constituição restringe a vedação que impõe à uma legislatura específica. A regra é mais simples do que isso: se foi eleito, não poderá ser reeleito na eleição imediatamente subsequente, independentemente da legislatura. Para a Constituição não importa se é a eleição do primeiro, do terceiro do quinto ou do sétimo ano da legislatura! Se importasse, teria a Constituição feito essa distinção. Qualquer leitura distinta é uma mera acrobacia hermenêutica!”, afirma. O partido adverte à Suprema Corte que é preciso que a vontade da Constituição seja preservada, de forma direta ou indireta, a fim de proteger a sua posição de supremacia no ordenamento jurídico pátrio. O PTB salienta que não está solicitando ao STF que decida como devem Senado e Câmara interpretar seus respectivos Regimentos Internos. O partido destaca que o intuito da ação é que interpretações que violam a Constituição sejam vedadas, principalmente as que dizem respeito à dispositivo constitucional que não pode ter o seu alcance alterado pelos regimentos das Casas ou por quaisquer atos emanados pelos poderes públicos, sob pena de inconstitucionalidade. “Dessa forma, requer desde logo o deferimento de medida cautelar por decisão monocrática, ad referendum do Plenário [do STF], a fim de conferir interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, estabelecendo que a vedação constitucional à reeleição ou recondução à Mesa na eleição imediatamente subsequente se aplica nas eleições que ocorram na mesma legislatura ou em legislaturas diferentes e que seja afastada qualquer interpretação que busque ampliar o alcance do dispositivo constitucional, violando o seu núcleo protegido”, sustenta o partido. Pedido Na ação, o PTB requer: (a) em caráter antecipatório e liminar, a concessão de medida cautelar, ad referendum do Plenário, a fim de conferir interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, estabelecendo que a vedação constitucional à reeleição ou recondução à Mesa na eleição imediatamente subsequente se aplica nas eleições que ocorram na mesma legislatura ou em legislaturas diferentes e que seja afastada qualquer interpretação inconstitucional que busque ampliar o alcance do dispositivo constitucional em análise; (b) no mérito, que seja julgado procedente o pedido desta ADI, para conferir, em definitivo, interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, bem como declarar a inconstitucionalidade de qualquer interpretação contrária ao que dispõe o texto constitucional, nos termos do pedido cautelar. fonte: PTB.ORG

Ministério da Família vai distribuir guia sobre como fortalecer casamento
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Um dos projetos do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos é um guia para instruir municípios a fortalecer "vínculos conjugais e intergeracionais". O material é apontado como inédito, mas a pasta comandada pela ministra Damares não detalhou qual linha será adotada.

 

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, técnicos e políticos já veem risco de que o governo reproduza um conteúdo baseado na ideologia do bolsonarismo ao invés de trazer pareceres de especialistas. O presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família, Rodrigo da Cunha Pereira, disse à coluna que seria melhor usar "vínculos de parentesco", pois avalia que a expressão escolhida é "inadequada e excludente".

 

"Espero que seja um programa que não discrimine e não exclua as novas representações sociais da família", disse Pereira. Já o ministério defende o projeto ao dizer que "muitos problemas sociais podem ser evitados com o devido protagonismo da família".


fonte: Bahia Notícias



from Ebahia News https://ift.tt/2DqIanE


COMMENTS

Nome

Abril,15,ALBA,4,ar,1,Assembleia de Carinho,4,Bahia,181,Brasil,216,Brasilia,2,Carnaval,1,CEADEB,16,corrupção,14,Cruz das Almas,5,D'jane Silva,8,Destaque,404,Economia,1,Elizeu Rosa,11,Entretenimento,9,Esporte,4,Eunápolis,11,Feira de Santana,16,Goias,1,Ilhéus,19,Itabuna,12,Jequié,51,Lauro de Freitas,7,Lavagem de Itapuã,2,Mar Grande,1,marisqueiras,1,Mundo,53,Noticias,355,Opinião,1,pescadores,1,Politica,220,Política,19,Porto Seguro,11,Salinas,1,Salvador,70,Saúde,5,Teixeira de Freitas,15,Vitória da Conquista,26,
ltr
item
Ebrasil news: Por iniciativa do presidente Roberto Jefferson, o Partido Trabalhista Brasileiro ajuizou nesta terça-feira (4), no Supremo Tribunal Federal (STF), Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), com pedido de medida cautelar, para impedir que a Constituição Federal seja frontalmente violada para favorecer a reeleição ou recondução das Mesas Diretoras do Senado Federal e da Câmara dos Deputados em uma mesma legislatura ou em legislaturas diferentes. Na ação, assinada pelo advogado e primeiro-secretário Jurídico da Executiva Nacional, Luiz Gustavo Pereira da Cunha, o PTB argumenta que a vedação à reeleição é a essência da norma enunciada no artigo 57, parágrafo 4º, da Carta Magna. Segundo o partido, qualquer interpretação que negue à norma a sua essência deve ser considerada inconstitucional pelo STF. A sigla frisa que o texto da Constituição veda, expressamente, a reeleição para qualquer cargo na Mesa nas eleições imediatamente subsequentes àquela na qual o parlamentar foi eleito para a Mesa. O PTB reforça que a Constituição nada fala sobre legislatura. “Em momento algum a Constituição restringe a vedação que impõe à uma legislatura específica. A regra é mais simples do que isso: se foi eleito, não poderá ser reeleito na eleição imediatamente subsequente, independentemente da legislatura. Para a Constituição não importa se é a eleição do primeiro, do terceiro do quinto ou do sétimo ano da legislatura! Se importasse, teria a Constituição feito essa distinção. Qualquer leitura distinta é uma mera acrobacia hermenêutica!”, afirma. O partido adverte à Suprema Corte que é preciso que a vontade da Constituição seja preservada, de forma direta ou indireta, a fim de proteger a sua posição de supremacia no ordenamento jurídico pátrio. O PTB salienta que não está solicitando ao STF que decida como devem Senado e Câmara interpretar seus respectivos Regimentos Internos. O partido destaca que o intuito da ação é que interpretações que violam a Constituição sejam vedadas, principalmente as que dizem respeito à dispositivo constitucional que não pode ter o seu alcance alterado pelos regimentos das Casas ou por quaisquer atos emanados pelos poderes públicos, sob pena de inconstitucionalidade. “Dessa forma, requer desde logo o deferimento de medida cautelar por decisão monocrática, ad referendum do Plenário [do STF], a fim de conferir interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, estabelecendo que a vedação constitucional à reeleição ou recondução à Mesa na eleição imediatamente subsequente se aplica nas eleições que ocorram na mesma legislatura ou em legislaturas diferentes e que seja afastada qualquer interpretação que busque ampliar o alcance do dispositivo constitucional, violando o seu núcleo protegido”, sustenta o partido. Pedido Na ação, o PTB requer: (a) em caráter antecipatório e liminar, a concessão de medida cautelar, ad referendum do Plenário, a fim de conferir interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, estabelecendo que a vedação constitucional à reeleição ou recondução à Mesa na eleição imediatamente subsequente se aplica nas eleições que ocorram na mesma legislatura ou em legislaturas diferentes e que seja afastada qualquer interpretação inconstitucional que busque ampliar o alcance do dispositivo constitucional em análise; (b) no mérito, que seja julgado procedente o pedido desta ADI, para conferir, em definitivo, interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, bem como declarar a inconstitucionalidade de qualquer interpretação contrária ao que dispõe o texto constitucional, nos termos do pedido cautelar. fonte: PTB.ORG
Por iniciativa do presidente Roberto Jefferson, o Partido Trabalhista Brasileiro ajuizou nesta terça-feira (4), no Supremo Tribunal Federal (STF), Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), com pedido de medida cautelar, para impedir que a Constituição Federal seja frontalmente violada para favorecer a reeleição ou recondução das Mesas Diretoras do Senado Federal e da Câmara dos Deputados em uma mesma legislatura ou em legislaturas diferentes. Na ação, assinada pelo advogado e primeiro-secretário Jurídico da Executiva Nacional, Luiz Gustavo Pereira da Cunha, o PTB argumenta que a vedação à reeleição é a essência da norma enunciada no artigo 57, parágrafo 4º, da Carta Magna. Segundo o partido, qualquer interpretação que negue à norma a sua essência deve ser considerada inconstitucional pelo STF. A sigla frisa que o texto da Constituição veda, expressamente, a reeleição para qualquer cargo na Mesa nas eleições imediatamente subsequentes àquela na qual o parlamentar foi eleito para a Mesa. O PTB reforça que a Constituição nada fala sobre legislatura. “Em momento algum a Constituição restringe a vedação que impõe à uma legislatura específica. A regra é mais simples do que isso: se foi eleito, não poderá ser reeleito na eleição imediatamente subsequente, independentemente da legislatura. Para a Constituição não importa se é a eleição do primeiro, do terceiro do quinto ou do sétimo ano da legislatura! Se importasse, teria a Constituição feito essa distinção. Qualquer leitura distinta é uma mera acrobacia hermenêutica!”, afirma. O partido adverte à Suprema Corte que é preciso que a vontade da Constituição seja preservada, de forma direta ou indireta, a fim de proteger a sua posição de supremacia no ordenamento jurídico pátrio. O PTB salienta que não está solicitando ao STF que decida como devem Senado e Câmara interpretar seus respectivos Regimentos Internos. O partido destaca que o intuito da ação é que interpretações que violam a Constituição sejam vedadas, principalmente as que dizem respeito à dispositivo constitucional que não pode ter o seu alcance alterado pelos regimentos das Casas ou por quaisquer atos emanados pelos poderes públicos, sob pena de inconstitucionalidade. “Dessa forma, requer desde logo o deferimento de medida cautelar por decisão monocrática, ad referendum do Plenário [do STF], a fim de conferir interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, estabelecendo que a vedação constitucional à reeleição ou recondução à Mesa na eleição imediatamente subsequente se aplica nas eleições que ocorram na mesma legislatura ou em legislaturas diferentes e que seja afastada qualquer interpretação que busque ampliar o alcance do dispositivo constitucional, violando o seu núcleo protegido”, sustenta o partido. Pedido Na ação, o PTB requer: (a) em caráter antecipatório e liminar, a concessão de medida cautelar, ad referendum do Plenário, a fim de conferir interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, estabelecendo que a vedação constitucional à reeleição ou recondução à Mesa na eleição imediatamente subsequente se aplica nas eleições que ocorram na mesma legislatura ou em legislaturas diferentes e que seja afastada qualquer interpretação inconstitucional que busque ampliar o alcance do dispositivo constitucional em análise; (b) no mérito, que seja julgado procedente o pedido desta ADI, para conferir, em definitivo, interpretação conforme à Constituição ao artigo 5º e § 1º do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e do artigo 59 do Regimento Interno do Senado Federal, bem como declarar a inconstitucionalidade de qualquer interpretação contrária ao que dispõe o texto constitucional, nos termos do pedido cautelar. fonte: PTB.ORG
https://www.bahianoticias.com.br/fotos/principal_noticias/251452/IMAGEM_NOTICIA_5.jpg?checksum=1596711647
Ebrasil news
http://www.ebrasilnews.com.br/2020/08/por-iniciativa-do-presidente-roberto.html
http://www.ebrasilnews.com.br/
http://www.ebrasilnews.com.br/
http://www.ebrasilnews.com.br/2020/08/por-iniciativa-do-presidente-roberto.html
true
8318790972957655930
UTF-8
Todas as publicações Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVO PESQUISA TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma correspondência de pós com seu pedido Voltar Início Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy