$type=grid$show=home$count=2$cate=0$rm=0$sn=0$au=0$cm=0

$type=ticker$count=12$cols=4$cate=0

ALBA DECRETA CALAMIDADE PÚBLICA EM MAIS 22 MUNICÍPIOS BAIANOS


A Assembleia Legislativa aprovou, na manhã desta quarta-feira (1º), 22 projetos de decretos de calamidade pública relativos a municípios baianos. As matérias foram a votação após um acordo de dispensa de formalidades intermediado pelo presidente Nelson Leal, o líder da bancada do governo, Rosemberg Pinto (PT) e o líder da oposição, Sandro Régis (DEM).

“A presença maciça de parlamentares durante a sessão virtual demonstra o compromisso desta Casa com o povo baiano. Hoje ficou ainda mais claro o nosso amadurecimento e como estamos empenhados em contribuir com a solução do problema e fazer aquilo que for melhor para a Bahia”, afirmou Leal.

Inicialmente, os deputados apreciariam apenas os decretos das cidades nas quais já há caso confirmado de infectado com Covid-19. São oito as cidades neste grupo: Feira de Santana, Camaçari, Lauro de Freitas, Canarana, Jequié, Prado, São Domingos e Conde.

Contudo, diversos parlamentares defenderam a expansão do grupo, vez que os impactos econômicos e orçamentários estão presentes em todas as cidades baianas. Com o acordo firmado, as cidades de Amélia Rodrigues, Itaetê, Irecê, Uibaí, Casa Nova, Curaçá, Monte Santo, Filadélfia, Lapão, Abaíra, Quijingue, Itanhém, Macaúbas e Jitaúna também tiveram o estado de calamidade pública decretado.

Os parlamentares pactuaram que nos municípios com mais de 100 mil habitantes o decreto estará em vigência até o dia 31 de dezembro deste ano. Já nas cidades com menos de 100 mil, a validade do ato será de 90 dias podendo ser prorrogados por igual período.

“Novos projetos devem chegar nesta e na próxima semana. Esperamos que passe logo, mas estamos preparados para contribuir de todas as maneiras possíveis no enfrentamento deste vírus perverso. Os projetos de decretos de calamidade pública terão prioridades e nós da bancada de oposição estaremos a postos para votar”, ressaltou Sandro Régis.

Com a mesma motivação, o líder da bancada do governo se colocou à disposição da Casa. Rosemberg Pinto orientou ainda os prefeitos a relatarem na mensagem enviada ao Legislativo os impactos do coronavírus de modo a justificar o decreto de calamidade pública. A medida ganhou apoio dos pares presentes na vídeo sessão.

DEBATES

A sessão durou cerca de duas horas e contou com a presença de 61 parlamentares. Além das votações dos decretos de calamidade pública, foram debatidos outros projetos de iniciativa de deputados. As matérias precisariam passar pelo crivo da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes de seres levadas ao plenário.

Ficou decidido ainda que haverá uma reunião para definir quais proposta serão apreciadas em plenário e se há possibilidade de junção de projetos que tenham conteúdos semelhantes. As matérias estão relacionadas a proteção social diante da crise provocada pela pandemia.

Um advogado especialista em relação do consumidor e educação será consultado para analisar o projeto de autoria do deputado Alan Sanches (DEM) que estabelece o percentual de 30% de desconto nas mensalidades escolares.

A proposta ganhou apoio de diversos deputados, de ambos os campos políticos, contudo, é necessário atestar se o Legislativo estadual pode legislar neste sentido.

O presidente da Casa pediu ao deputado Zé Raimundo (PT), presidente da CCJ, para convocar uma reunião virtual da comissão. O petista sugeriu então que os líderes, em conjunto com o presidente, formulassem um acordo para levar a matéria, caso seja constitucional, a plenário.

Presidente disse que:

“Vamos manter os trabalhos focados na mitigação dos efeitos desta pandemia. O Legislativo voltará a se reunir na próxima semana para apreciar novos projetos de decretos e vamos buscar medidas para levar matérias dos deputados para o plenário. Estamos abençoados e afortunados por contar com governantes como o governador Rui Costa, o prefeito ACM Neto e diversos prefeitos baianos que tiveram a coragem de tomar as medidas necessárias, como o isolamento social, para proteger a população da sanha do Covid-19. Os índices na Bahia são abaixo do que se previa, porque aqui houve comando, ação, decisão e trabalho”, destacou Leal.

Fonte: ALBA

Compartilhador: Elizeu Rosa


from Ebahia News https://ift.tt/39yv8i1


COMMENTS

Nome

Abril,15,ALBA,4,ar,1,Assembleia de Carinho,4,Bahia,181,Brasil,216,Brasilia,2,Carnaval,1,CEADEB,16,corrupção,14,Cruz das Almas,5,D'jane Silva,8,Destaque,404,Economia,1,Elizeu Rosa,11,Entretenimento,9,Esporte,4,Eunápolis,11,Feira de Santana,16,Goias,1,Ilhéus,19,Itabuna,12,Jequié,51,Lauro de Freitas,7,Lavagem de Itapuã,2,Mar Grande,1,marisqueiras,1,Mundo,53,Noticias,355,Opinião,1,pescadores,1,Politica,220,Política,19,Porto Seguro,11,Salinas,1,Salvador,70,Saúde,5,Teixeira de Freitas,15,Vitória da Conquista,26,
ltr
item
Ebrasil news: ALBA DECRETA CALAMIDADE PÚBLICA EM MAIS 22 MUNICÍPIOS BAIANOS
ALBA DECRETA CALAMIDADE PÚBLICA EM MAIS 22 MUNICÍPIOS BAIANOS
http://www.alba.ba.gov.br/fserver/:imagensAlbanet:imgNoticia:44668-925294-2020-04-01-19-13-37.jpg
Ebrasil news
http://www.ebrasilnews.com.br/2020/04/alba-decreta-calamidade-publica-em-mais.html
http://www.ebrasilnews.com.br/
http://www.ebrasilnews.com.br/
http://www.ebrasilnews.com.br/2020/04/alba-decreta-calamidade-publica-em-mais.html
true
8318790972957655930
UTF-8
Todas as publicações Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVO PESQUISA TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma correspondência de pós com seu pedido Voltar Início Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy