$type=grid$show=home$count=2$cate=0$rm=0$sn=0$au=0$cm=0

$type=ticker$count=12$cols=4$cate=0

Projeto de lei que legaliza o incesto é retirado de pauta após protestos

PL 3.369/2015 considerava como famílias `todas as formas de união entre duas ou mais pessoas´, independente de consanguinidade
Fonte: Guia-me / Foto: O Antagonista | 21/08/2019 - 11:15
O polêmico projeto de lei nº 3.369/2015, que tratava do "Estatuto das Famílias do Século XXI" foi retirado de pauta, após inúmeras manifestações contrárias de parlamentares e outras personalidades em defesa dos valores da Família na última terça-feira (20), alegando que o texto dava margem para o incesto.

Já em seu segundo artigo, na primeira página, o projeto de autoria do deputado Orlando Silva (PCdoB) apontava que "São reconhecidas como famílias todas as formas de união entre duas ou mais pessoas que para este fim se constituam e que se baseiem no amor, na socioafetividade, independentemente de consanguinidade, gênero, orientação sexual, nacionalidade, credo ou raça, incluindo seus filhos ou pessoas que assim sejam consideradas".

Protestos contra o texto vieram de diversos defensores dos valores da Família e também parlamentares que se opõem à esquerda, como a psicóloga Marisa Lobo, os deputados Marco Feliciano (Podemos), Carla Zambelli (PSL) e Janaína Pascoal (PSL), além do pastor e colunista do Portal Guiame, Ubirajara Crespo.

"Este projeto, é a consolidação do ideal esquizofrênico dessa e de tantas outras feministas subversivas que vem nessa perversão social, sexual e familiar sua realização. Não podemos legalizar "parafilias" pois é exatamente isso que faremos, artigos, cientistas , códigos internacionais de doenças provam essas minhas palavras. Temos que nos juntar e gritar contra essa aberração", destacou Marisa Lobo.

"Estou apreensivo e chocado! O PL 3369/2015 do respeitado dep @orlandosilva do @PCdoB_Oficial que LEGALIZA A POLIGAMIA E O INCESTO (relacionamento sexual entre pais e filhos), será votado amanhã na CDHM. Ao meu ver é um ataque à família brasileira e à própria civilização", alertou o deputado e pastor Marco Feliciano.

A deputada estadual Janaína Pascoal (PSL-SP) alertou que o texto estava escrito de forma a realmente legalizar e reconhecer a relação incestuosa.

"Eu não sei o que se pretendeu com o PL 3369/15. Só sei que a redação dá margem a situações bem problemáticas. Talvez, ao falar em consanguinidade, o proponente tenha pretendido mostrar que os laços sanguíneos não são os mais importantes", afirmou. "Porém, da maneira como escrito, o texto legal normaliza o incesto e, no limite, pode até favorecer a pedofilia. Acredito não ter sido esse o fim. Mas penso que seria melhor retirar o projeto. Peço, encarecidamente, que os Parlamentares federais olhem com cautela".

Carla Zambelli enviou o alerta em forma de áudio, apontando para as brechas do texto, que seriam um caminho até mesmo em direção até mesmo à pedofilia.

"[O projeto] permite todas as formas de união entre duas ou mais pessoas, inclusive, independente de consanguinidade. Em última análise, permitindo o casamento entre pai e filhas, irmãos e irmãs...", alertou. "Estão querendo institucionalizar todo tipo de incesto. Se brincar, até pedofilia é capaz de ver nesse projeto".

Já o pastor Ubirajara Crespo apontou que o projeto era mais um absurdo, entre tantos outros tramitados na Câmara Federal, comparando-o à lei de "abuso de autoridade".

"Este projeto quer arrebentar a boca do balão. Se aprovado, somará com o projeto do abuso de autoridade e o Brasil vira zona de vez", disse o pastor Ubirajara.

Retirada

Após um dia de intensos protestos, o Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, Helder Salomão, comunicou que estava retirando de pauta o PL. Segundo ele, o próprio relator do projeto, o deputado Tulio Gadelha (PDT-PE) foi quem pediu que o projeto fosse retirado.

"O Projeto de Lei nº 3.369/2015, que trata do “Estatuto das Famílias do Século XXI”, é de autoria do Deputado Orlando Silva e relatado pelo Deputado Tulio Gadelha", comunicou Salomão. "O projeto tem sido objeto, nas redes digitais, de interpretações distorcidas. O processo legislativo, porém, existe justamente para que os textos propostos passem pelo crivo do contraditório e sejam amadurecidos".

"Nesse sentido, comunico que retirei o PL 3.369/2015 da pauta, a pedido do relator, para aprimoramento de sua redação por meio da elaboração de substitutivo", finalizou.

cpad


from Ebahia News https://ift.tt/2NmyBIU


COMMENTS

Nome

Abril,12,ALBA,2,ar,1,Assembleia de Carinho,2,Bahia,179,Brasil,216,Brasilia,1,Carnaval,1,CEADEB,16,corrupção,14,Cruz das Almas,5,D'jane Silva,8,Destaque,401,Economia,1,Elizeu Rosa,11,Entretenimento,9,Esporte,4,Eunápolis,11,Feira de Santana,16,Goias,1,Ilhéus,19,Itabuna,12,Jequié,51,Lauro de Freitas,7,Lavagem de Itapuã,2,Mundo,53,Noticias,355,Opinião,1,Politica,219,Política,19,Porto Seguro,11,Salvador,70,Saúde,5,Teixeira de Freitas,15,Vitória da Conquista,26,
ltr
item
Ebrasil news: Projeto de lei que legaliza o incesto é retirado de pauta após protestos
Projeto de lei que legaliza o incesto é retirado de pauta após protestos
http://arquivos.editoracpad.com.br/uploads/2019/08/21/540x350_maos.png
Ebrasil news
http://www.ebrasilnews.com.br/2019/08/projeto-de-lei-que-legaliza-o-incesto-e.html
http://www.ebrasilnews.com.br/
http://www.ebrasilnews.com.br/
http://www.ebrasilnews.com.br/2019/08/projeto-de-lei-que-legaliza-o-incesto-e.html
true
8318790972957655930
UTF-8
Todas as publicações Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVO PESQUISA TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma correspondência de pós com seu pedido Voltar Início Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy