$type=grid$show=home$count=5$cate=0$rm=0$sn=0$au=0$cm=0

$type=ticker$count=12$cols=4$cate=0

FBDH: SEMINÁRIO NA ASSEMBLEIA DISCUTE DIREITOS HUMANOS E DIVERSIDADE

O seminário Direitos Humanos e Diversidade, com diálogos sobre respeito e políticas afirmativas, lotou o Auditório Jornalista Jorge Calmon da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), na tarde desta quinta-feira (29). O encontro dirigido pela deputada Fabíola Mansur (PSB) reuniu representantes de diversas entidades representativas, que levantaram questões sobre gênero, orientação sexual, religião, educação, segurança, comunicação, esporte e direitos humanos. 

Fabíola Mansur classificou o seminário como um marco histórico para a ALBA, pois acontece exatamente na data em que se comemora o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, 29 de agosto. “O Brasil é um dos países em que mais se mata LGBTs no mundo. Ainda temos preconceito por identidade de gênero por orientação sexual. O país tem uma das mais avançadas constituições do mundo, onde temos respeito às diferenças, preconceito é crime, mas a distância entre o papel e o mundo real é ainda muito grande”, considerou a legisladora em sua fala aos presentes. 

No evento, empresas e entidades foram homenageadas com o certificado Diversidade e Direitos Humanos por se comprometerem a ser “LGBT friendly”, isto é, amigáveis aos LGBTs. Receberam a honraria a capitã da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), Lílian Souza Carvalho, que atua na Base Comunitária de Segurança (BCS) de Fazenda Coutos; Mário Cézar da Silva Penha e Adriana Prado, representantes do consórcio Ótima Tranporte – Integra; Agnaluce Moreira e Cláudio Brandão, do laboratório Sabin; a capitã Aline Muniz, da BCS do Calabar; o major Adilson Santana, da 41ª Companhia Independente da PM-BA; Tatiane Silva Santos, da Taty Dance Onze; o jornalista Levi Vasconcelos, colunista do jornal A Tarde; a jornalista Juliana Guimarães, apresentadora do programa Os Donos da Bola, da TV Band; Yuri Woxi, da Associação Ideologia Calabar; a tenente Marcela Oliveira, do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos; Maria Lúcia Lima, do projeto Mulher Plus Size; Adriana Santos, do movimento Vai Ter Gorda; João Vitor e Jorge Luiz Barbosa, do Diário de Cajazeiras; além do programa Paz no Trânsito, do Detran. 
O deputado Capitão Alden (PSL), vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da ALBA, colocou o colegiado à disposição para ampliar o debate sobre respeito a todos os cidadãos. O parlamentar fez questão de citar a mensagem que se encontra na entrada do seu gabinete na ALBA, que diz: “Segurança pública se faz com educação, cidadania, justiça e a participação de todos”. “Não há como ter segurança pública sem todos estes elementos somados”, defendeu. 
Barbara Trindade, idealizadora do seminário, representou o projeto 1 + 1 é Sempre + que 2. A militante falou da satisfação de estar no Legislativo debatendo políticas públicas, a questão do preconceito, intolerância religiosa e igualdade com um público engajado na luta por ações afirmativas. “Isso é muito gratificante”, arrematou. 
Homenageado no evento, o jornalista Levi Vasconcelos disse estar honrado e emocionado com a honraria. Em seu discurso, frisou que a política é um instrumento, uma ferramenta, que necessita estar em boas mãos para que tenha bons frutos. O colunista também falou da existência de casos de homofobia na sociedade baiana por parte de setores “extremamente doentes”. Também jornalista, Juliana Guimarães, que comanda um programa sobre futebol há 13 anos na TV Band, agradeceu pela homenagem e parabenizou os organizadores do encontro. “A gente vive em uma sociedade preconceituosa. Então, todo evento como esse aqui é importante”, disse.
O major Adilson Santana pregou o respeito a todos, independentemente da sua posição na sociedade. “Somos pessoas compostas de múltiplas versões, gêneros, etnia, orientação sexual, habilidade, idade, religião. Isso faz com que sejamos únicos e, ao mesmo tempo, diferentes. Todos merecem igual respeito”, enfatizou.
O professor Yuri Woxi agradeceu à deputada Fabíola Mansur pelo convite e estendeu seus agradecimentos aos envolvidos em seu projeto na comunidade do Calabar. “Junto comigo, eles fazem essas ações culturais com transformação através da arte, da literatura”, registrou. Táta Ricardo Tavares, sacerdote do terreiro Lembá, de Camaçari, é militante dos direitos humanos e da luta contra a intolerância religiosa. Em seu discurso, contou uma máxima que diz sempre passar aos seus três filhos iniciados no candomblé: “A negação é oriunda da negativa interpessoal. Nunca negue o que é e nunca deixe de ser para agradar aos outros”. 

Agnaluce Moreira contou da sua alegria pela homenagem recebida pelo laboratório Sabin, uma empresa que foi fundada em Brasília há 36 anos por duas mulheres e se expandiu pelo país. A gestora se colocou à disposição para ajudar no debate da diversidade e dos direitos humanos. Franklin Silva, coordenador do Programa Municipal IST/HIVAIDS e Hepatites Virais da Secretaria de Saúde de Lauro de Freitas, também é secretário estadual LGBT no PSB baiano, sugeriu que a Casa preste uma homenagem ao deputado Capitão Alden por seu posicionamento e atuação em prol dos direitos humanos. 

Ex-diretora do Presídio Feminino de Salvador, Luz Marina relatou as dificuldades enfrentadas por mulheres presas, principalmente aquelas que reúnem características como negra, pobre e lésbica. Em um discurso emocionado, Marina frisou que sua luta é a reinserção da mulher egressa do presídio na sociedade e no mercado de trabalho. 

Andreia Lopes, supervisora de estágio da Faculdade Unopar, recebeu o prêmio da Diversidade e Direitos Humanos concedido à instituição. “Educação e direitos humanos possuem uma relação indissociável, não devem se separar. A partir dessa união, se quebra a discriminação, o preconceito, potencializa os nossos objetivos e alcançamos o sucesso”, disse a representante da Unopar. Representando a Faculdade Unime, Simone Rigo, diretora da unidade de ensino, destacou a participação da mulher na formação do corpo discente da instituição. “Atualmente, 57% do quadro estudantil é formado por mulheres. No período de cinco anos que estou lá, essa é a primeira vez que o número de mulheres é maior do que o de homens”, disse, enaltecendo a busca do público feminino pelo ensino superior. Simone também contou que a faculdade permite o uso do nome social por estudantes. 

Gislene Almeida, presidente da Associação Papo de Mulher, cobrou maior atenção para o debate a respeito da saúde mental no estado da Bahia. Paulete Furacão, assessora do mandato da deputada Olívia Santana (PC do B) enalteceu o debate sobre diversidade e direitos humanos realizado na Casa. “Nesse momento, a gente retira aquele discurso vil dos grupos minoritários. Na verdade, a gente aumenta e diz que é maioria, porque nós representamos a sociedade. Precisamos entender que essa diversidade faz toda diferença”, enfatizou.

O pastor Israel Argolo, da Igreja Batista Adonai, chamou a atenção do público ao passar uma mensagem do cristianismo, que tem como um dos seus princípios a libertação dos corpos. “Essa é a esperança de que corpos não se destruam mais. A esperança de que corpos de jovens negros não se destruam mais pelas balas, de que centros de candomblé não sejam mais destruídos por traficantes evangélicos, de que corpos LGBTs não sejam mais assassinados, que corpos de transexuais não sejam mais apedrejados”, desejou Argolo.

Representando o governador Rui Costa, a secretária estadual de Políticas para Mulheres (SPM), Julieta Palmeira, considerou a data de 29 de agosto um dia muito importante para o país. De acordo com a titular da SPM, a questão da visibilidade lésbica está ligada ao existir. “É preciso existir para resistir”, arrematou. Julieta também considerou o respeito à diversidade um bem inestimável. “A riqueza das pessoas está na diversidade”, afirmou a secretária. Também integraram a mesa do seminário o ativista social Érico Araújo e Rejane Pereira, que faz parte do time de baleado Colorado.

A Federação Brasileira dos Direitos Humanos foi prestigiar o evento, estava presente o presidente da FBDH o  Dr. Elizeu Rosa a Coordenadora Regional de Salvador Cristina Faize e dezenas de membros da Federação FBDH.


Fonte ALBA E FBDH


from Ebahia News https://ift.tt/2Uj3L5l


COMMENTS

Nome

Bahia,173,Brasil,213,Brasilia,1,CEADEB,16,corrupção,14,Cruz das Almas,5,D'jane Silva,8,Destaque,400,Economia,1,Elizeu Rosa,11,Entretenimento,9,Esporte,4,Eunápolis,11,Feira de Santana,16,Goias,1,Ilhéus,19,Itabuna,12,Jequié,51,Lauro de Freitas,7,Mundo,53,Noticias,355,Opinião,1,Politica,219,Política,19,Porto Seguro,11,Salvador,66,Saúde,5,Teixeira de Freitas,15,Vitória da Conquista,26,
ltr
item
Ebrasil news: FBDH: SEMINÁRIO NA ASSEMBLEIA DISCUTE DIREITOS HUMANOS E DIVERSIDADE
FBDH: SEMINÁRIO NA ASSEMBLEIA DISCUTE DIREITOS HUMANOS E DIVERSIDADE
https://1.bp.blogspot.com/-IeS9OQd3TZ0/XWiegixt21I/AAAAAAAAFAw/C6-xuFwTHP80ZXEilSCbaQlG5dKiCtO_gCLcBGAs/s640/dd352d69-530d-43d2-9e36-ca214fa6589e.jpe
https://1.bp.blogspot.com/-IeS9OQd3TZ0/XWiegixt21I/AAAAAAAAFAw/C6-xuFwTHP80ZXEilSCbaQlG5dKiCtO_gCLcBGAs/s72-c/dd352d69-530d-43d2-9e36-ca214fa6589e.jpe
Ebrasil news
http://www.ebrasilnews.com.br/2019/08/fbdh-seminario-na-assembleia-discute.html
http://www.ebrasilnews.com.br/
http://www.ebrasilnews.com.br/
http://www.ebrasilnews.com.br/2019/08/fbdh-seminario-na-assembleia-discute.html
true
8318790972957655930
UTF-8
Todas as publicações Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVO PESQUISA TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma correspondência de pós com seu pedido Voltar Início Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy